A Manifestação da Palavra pelo Silêncio

Manifesto I


O Silêncio.

A Sublime manifestação da Essência.

O Véu da Morte do Eu Comum. Daquele que fala, canta e pula. Daqueles saltitantes e alegres indulgentes. Dos mil apócrifos escritos para serem lidos.

Um dos corolários maiores da Tradição lega o Silêncio, ainda que sem ele, nada existe além do ilusório.

Há muitos tesouros perdidos que precisam ser descobertos. Há Outros que recobrem-se de Negrume para distrair e dissipar os tolos. Tu deverás saber a diferença entre eles. Tu deverás ainda compreender qual destes é realmente o verdadeiro tesouro e que através dos outros véus, poderá com ele encontrar o que não precisamos para sobreviver na vida.

Então vemos a diferença entre reis e escravos. O Espelho.

Silencia-te frente às multidões. A LUZ se manifesta pela intensidade de sua luminosidade e não por cantorias e palavras jogadas ao vento. A Tua vida é tua Prova.

Faça uso dela.

Ou é escravo dela?

A Chama da Gnose deve ser mantida por aqueles que são, não pelos que querem. E a Gnose deve ser compreendida e não corrompida.

Deve ser manifestada e não passada de geração a geração. A Natureza portanto cuidará para que isso aconteça, portanto ó mantenedor da PALAVRA, cuida dos véus.

O que difere a Matemática da Cabala? A História Natural e a Física da Magia? A Química da Alquimia? A Medicina do Hermetismo?

Quem compreende não se manifesta. E aqueles outros despercebidos reconhecem. E outros tantos também sorriem e se calam. Assim há manifestação.

Porque há reflexão e não imposições. Não há objetos e paradigmas para o desejo do homem comum.

Oculta porque ninguém vê.

Ocultanti porque ninguém percebe sua existência.

Ocultans porque ninguém no final compreende.

Os Véus da Negatividade.Se tais véus estão além disso ou não, não importa, mas lembra-te que em tudo há relação. E em tudo existe ainda sua contraparte.

Tudo o que é dito é ainda velado três vezes, tu lembras?

O Espelho irá revelar o que tu és, mas tu deverás estar preparado. E deverás ainda compreender.

E disso tudo, tu deverás calar.

Três vezes Calar.

No Sublime Silêncio.

Layil L.
IXº S.S. M.
Membro do Conselho Maior
Grande Loja Negra IGIGI
S. J. Rio Preto - SP



Voltar