Exaltação à Crença


Sabe quem realmente és...? Buscas sentido ao que não se refere a tua existência. A credulidade ingênua e desordenada do ser.

Um mal necessário? Todo ser “experimenta” de diversas esferas de conhecimento, vida e fé, em busca tão somente de tua “essência”. Todo ser necessita saber sobre si mesmo.

Sabe sobre ti mesmo? Digo-lhe que: bendito é o homem que encontra tua essência... Encontre-a e verás os outros de cima, pois conhece-te...

Todo ser busca sua essência, mas poucos a encontram... Porque o homem de hoje se perdeu no anonimato, no qual as maiorias também morrerão envoltas a isso. Portanto concorda que se encontrar tu serás superior? Digo-lhe que se creres que és invulnerável como AQUILES, então tu serás...

Cada dogma, cada valor, cada conceito intrínsecos nesta verdade, o levarão a infindáveis caminhos nos quais se sincretiza o que há de mais belo com o que há de mais obscuro... Todo ser se assemelha a um tipo de esfera para que não seja uma massa corpórea sem valor, cada um possui sua identidade e coroa, mas que sempre fique claro que se deve buscar tais esferas almejando sua essência e não tentar fugir de um anonimato desvalorizado...

Ninguém deve se assemelhar a um dogma ou tais valores sem realmente refletir a isto. Veja um espelho no qual reflete a tua face e não uma simples folha de papel, e então os primeiros passos à tortuosa busca de ti começará.

Todas as respostas estão em nós...

É de fundamental importância dizer aos buscadores que estes devem encontrar a verdade, e não ela encontrar a eles. “Nossa crença não busca adeptos”; assim está escrito.

Acredita em uma Luz Divina ? Realmente acredita nos poderes de toda maravilhosa ARTE NEGRA? Tu consegues combater com ações o que por vezes tua boca ignorante e desenfreada fala?

A pena conseqüente a quem abraçar tal crença e traí-la será a VIDA. Uma vida cheia de desgraças e sofrimentos, ou tu achas que o castigo seria a morte? A morte é o descanso, a eterna abstinência ao qual todo ser não deixa de estar incluso, e fato ao qual direciona todo ser a se apegar a uma crença de uma realidade mais próxima a sua. Fatalmente esta base de pensamentos leva todos estes ao erro e à vergonha frente a si mesmos.

A morte é o começo da descoberta de si mesmo... O mundo nos é dado como o inferno das concepções bíblicas, mas será assim então esse inferno...

Vivemos no caos; tira proveito de teu redor, seja senhor de tuas ações e palavras, desejos, emoções e sentimentos, e assim serás como deves ser; assim será você mesmo. Digo-lhe que não buscamos uma crença, buscamos a nós mesmos... A complexidade é infindável e tão maior quanto as desonras que corroem os corações abertos a dores externas da maioria dos seres existentes.

Acha honroso dizer ser o que não és? Crês que tu podes destruir qualquer um? Não, pois és fraco. ...como poderás ser forte se nem mesmo a ti conhece?

Ao passo que conhecer a tua essência ou parte dela, tu serás diferente dos demais... Sinta a luz, deixe que ela abra os caminhos, deixe que ela ilumine a única verdade... Aí serás forte...

... Tu serás bom e mau, tuas mãos darão afago ou violência, teus olhos serão tenros ou malignos e aterradores, tua boca dirá coisas belas ou através dela propagarás o caos, tu edificarás a nova verdade na terra de nosso PAI.

Julga ser digno de tais benefícios? Se tu achas que tudo isso é uma troca, feche este manuscrito e siga tua simples existência até o final de teus dias...

Busque um amparo e não uma troca, busque respostas e não poder, busque o teu “EU” e tudo isso virá de encontro a tua FÉ. Deves ter a obrigação e o dever de ajudar os teus irmãos de crença necessitados. Somos uma família, a constelação de estrelas ao redor do Sol Negro, portanto deves a eles tua confiança...

Dentro disso atribuímos na “magia imunda”, como já foi chamada por muitos libelos verdadeiramente blasfemos e difamadores, certos sentimentos tidos como deturpadores e disseminadores de reais objetivos a se alcançar.

A inveja é um exemplo entre os milhares que poderiam ser aqui citados, e a tendência é controlá-los já que não há como exclui-los de nós. Isso serve para todos os outros sentimentos que juntos formam o equilíbrio existente em todo ser.

É através deste equilíbrio que se confundem os “lobos” das “ovelhas”, é através deste equilíbrio que se propaga o caos, a harmonia ou mesmo ambos.

Portanto, se é o que realmente tu és, se estás e tens o que tens, é simplesmente porque quis e fez com que fosse assim.

Não existem circunstâncias; nós é que fazemos a nossa lei, guiamos a nossa vida através de um único princípio, nosso Senhor Deus Pai Lúcifer.

Se tu acreditas em harmonia, harmonize-se com teu redor, saiba que tu és o centro que pode manifestar esta reciprocidade perfeita. Se teu redor é “maligno ou benigno” não importa, toma o que é de tua natureza e seja o teu senhor, alegre-se e sejas o mais forte em teu reinado. Sejas senhor de teu redor, assim encontrarás a luz, e lembra-te: o que chamam de “MAL” nada mais é para nós do que o “BEM”.

Pense na tua vida preenchida por tão glorioso poder, mas lembre-se que isso é uma conseqüência, nunca deves almejar tal poder antes, pois tais forças são poderosas demais e incompreensíveis, principalmente aos ineptos...

Vale dizer que discursos materialistas nem convinham de serem comentados para não fugir do real objetivo...

Caminhemos todos juntos como numa utopia poética, porém tão real quanto a loucura que pode levá-lo se não tiver forças para afirmar a si mesmo, ou que ao menos pensa ser... O que lhe está em mãos é um caminho, um espelho, é o começo ou poderá ser uma folha de papel inútil cheia de valores idealistas vãos e absurdos pra não dizer blasfemos e paradoxos...

Pior será se tu enganares a si mesmo, tomando um caminho errôneo, um poço imundo onde as águas não transparecem a verdade... Daí esta folha de papel será para o incauto o começo de seu fim... Nada é o que aparenta ser, pois tudo é essência e somente ela é verdadeira... E poucos enxergam além dos olhos carnais; muitos ainda são escravos de seus próprios sentidos.

A essência não se molda ou adapta às circunstâncias, é única e forte... Verdadeira.

Consegue enxergar a verdade então? Os seres humanos, desde que se conhecem como tais, separam o bem do mal como algo distinto sem saber que um complementa o outro... Tudo no universo é dual, desde o conceito de “BEM” e “MAL” que vem a ser relativo, e esta dualidade ambígua intrínseca à existência de tudo é que cria o equilíbrio, mesclando e distinguindo um do outro.

Um espelho onde andam juntos o bem e o mal, o amor e o ódio, a vida e a morte. Tu deves então saber que o “ocultismo”, como o próprio nome já diz, é oculto; então que assim seja...

Não mostre a luz aos que nunca a viram, pois os cegarão... Prepare-se, pois ela é Forte, é Bela, é Mãe...

Tudo isso é um grão de areia dentre todo o império. Se tu te assemelhas a ele, saiba que nosso PAI está de braços abertos a espera de teus filhos... Porém, tudo isso será compreendido quando sentir, pois é essência, é FÉ.

“Só enxerga as maravilhas da ESCURIDÃO quem veio dela...”

Se tudo isso te reflete deves prosseguir, pois estás no caminho do Império... Saiba de todos os benefícios que isso trará no que serás perante os outros. Mas saiba que tens de ser forte e convicto de que tudo isso é tua vida, porque tentarão ceifa-la com palavras, ou mesmo tu, em atos, abnegarás da Coroa a favor da fragilidade e comodidade de um verme. (...)

Layil L.
IXº S.S. M.
Membro do Conselho Maior
Grande Loja Negra IGIGI
S. J. Rio Preto - SP



Voltar