A Iniciação


Com muito pouco, podemos descrever estes últimos tempos, em que nossa Santa Ordem esteve presente em meio a um túnel de transformações, onde mais uma vez, podemos ser agraciados e observar notadamente as sábias mãos da Natureza e sua Seletividade Natural.

É mister afirmarmos que O caminho é único, não existem moldes, não há misericórdia, não existem adequações que possam favorecer a poucos e inevitavelmente descontentar a muitos.

A PALAVRA é única a todos invariavelmente, não obstante, ilumina ou destrói. Por muitas vezes, nos vimos em momentos de desafio, provações em todos os aspectos que possam esgotar as capacidades físicas, mentais e espirituais dentro de nós, e nestes momentos, deve haver a reiteração do Juramento. (Nox Sacramentum)

Deve haver acima de tudo, a consciência espiritual que nos impulsiona e nos elevam a nossa condição original divina.

Não há duvidas portanto, que a maioria nos tomam a partir de um perspectivismo tolo e absurdo, lançando-se em tais questões de maneira negativa, disseminadora e que por tal razão, engendram terríveis blasfêmias contra a PALAVRA; evidentemente embasada na completa falta de conhecimento mínimo acerca do que somos realmente, e as diferenças categóricas existentes entre os Filhos DELE e os tão famigerados “Servos” do Diabo, eternizados, especulados e insistentemente comentados em libelos volumosos aplicados em uma diarquia de forma adequadamente favorecedora ao chamado “Bem”.

De qualquer forma, é fato que a grande maioria assim compreende nosso curso de elevação espiritual e nossas próprias liturgias; como um grande e blasfemo comércio com forças da escuridão que desposam com a desgraça, a morte e a aniquilação da raça humana. Ainda que tais denominações possam vir a ocorrer no caminho do iniciado, mas tal desposo refere-se a passagem do abismo e os aprendizados que este deverá adquirir em tal percurso.

Que seguimos a negação; A Sombra e o Mal.

Assim sendo amados irmãos, levantem tuas espadas, forjadas e abençoadas pela Glória Primeva. Não há aquiescências que possa tomar-lhes o cálice de tuas virtudes, e nem há lei que lhes proíbam do ato de viver.

É ainda verdade que a mesma parece um tanto complexo demais aos olhos do vislumbre, e que assim seja portanto, tendo em vista os mistérios que o caminho traz em sinergia.

Nosso único escopo é Vivermos a Vida que nos foi dada, Unificar os Filhos DELE e trazer sob a Cruz de Amasarac, a redenção das flores tomadas pela peste.

Somente aqueles que vieram da escuridão, conseguem enxergam as maravilhas que nela existe!!!

A PALAVRA e o que definimos por Iniciação na verdade, é um processo de transformação interior que se destina a levar-nos a origem primordial. A Glória Primeva.

Por tal razão, os postulados da iniciação junto às sendas da PALAVRA, não são aplicáveis aqueles que buscam estar em uma Ordem para somar títulos, aprender com o conhecimento empírico e os mais altos níveis de erudição apenas, mas encontrar-se com si mesmos fundamentalmente, e dado a este fato, tal percurso não é ainda para qualquer um. Apenas os herdeiros se encontram sob os auspícios da Santa Ordem e laboram em função da Missão da PALAVRA. Pois de que adianta uma carruagem adornada em ouro e pedras preciosas se não sabe conduzi-la?

Não devemos ainda compreender erroneamente que a Ciência, a Razão da Vida e os Mistérios da Fé Verdadeira não se encontram aqui e, em contrapartida, cedem seu trono a Fé Cega, A Ignorância e a Tolice.

Os Filhos DELE laboram e vivenciam A PALAVRA junto ao que denominamos iniciação que obviamente trazem a Luz tais discernimentos, métodos, liturgias, ainda que em consonância com aquelas vistas na Antiga Tradição, mas sob a perspectiva da PALAVRA de nosso SENHOR e Deus PAI.

O que buscamos está muito próximo do ser humano, embora as grandes maiorias estejam de tal forma corrompida pela doença da vida. Que os Mistérios portanto, sejam aqui re-velados novamente, não precisamos de compreensão, somos completos.

Layil L.
IXº S.S. M.
Membro do Conselho Maior
Grande Loja Negra IGIGI
S. J. Rio Preto - SP



Voltar